Governo Brasileiro condecora colombianos que ajudaram vítimas da Chapecoense

Governo Brasileiro condecora colombianos que ajudaram vítimas do acidente aéreo da Chapecoense


 Brasília, 16/12/2016 – Com honras de Estado, o governo brasileiro condecorou nesta sexta-feira (16) à tarde, no Palácio do Planalto, os cidadãos colombianos em reconhecimento à atuação no resgate às vítimas do acidente com o avião que transportava a delegação da Associação Chapecoense de Futebol e jornalistas. O presidente Michel Temer e os ministros da Defesa, Raul Jungmann, e das Relações Exteriores, José Serra, entregaram a Ordem do Mérito da Defesa e a de Rio Branco aos homenageados, além de condecorar a cidade de Medellín com a Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul.

“O Brasil recebe hoje nossos irmãos colombianos de braços e de coração abertos. Nunca as palavras bastaram para agradecer a todos. A inesquecível lição de humanidade que nos deram e continuam a dar. A Colômbia chorou com o Brasil. Mais do que as medalhas e as condecorações, levem, na verdade, os sentimentos que nós todos estamos expressando de amizade à Colômbia, de agradecimento à Colômbia e de um abraço fraternal a todos os colombianos. Contem sempre com o Brasil”, discursou o presidente da República, Michel Temer, durante a cerimônia no Palácio do Planalto.

A Ordem do Mérito da Defesa é concedida a personalidades civis e militares que prestaram relevantes serviços às Forças Armadas Brasileiras. Foram condecorados com os graus de Grande Oficial e Comendador, o comandante da Força Aérea Colombiana, general Carlos Eduardo Bueno; o comandante geral da Polícia Nacional, general Jorge Hernando Nieto Rojas; o chefe do Comando Aéreo de Combate (Base Aérea Rio Negro), coronel Fábio Alberto Sánchez Montoya; o secretário de Segurança e Convivência de Medellín, Gustavo Villegas Restrepo, e o subsecretário de Proteção Social de Antioquia, Juan David Arteaga Florez.

"O governo, do presidente Juan Manuel Santos, das autoridades policiais, forças armadas, que não mediram esforços, trabalhando noite e dia para que tudo pudesse ocorrer ao tempo e a hora. De forma que este é um gesto de gratidão para com os brasileiros nessa hora tão dolorida, sofrida. Dentro dessa tristeza, disso tudo, um momento de alegria, confraternização, paz e proximidade entre Brasil e Colômbia que agora estão muito mais juntos", afirmou Jungmann.

Já a Ordem de Rio Branco, concedida a brasileiros e estrangeiros em reconhecimento a serviços prestados ao Brasil, foi entregue ao prefeito de Medellín, Frederico Gutiérrez Zuluaga; a secretária de Governo de Antioquia, Victoria Eugenia Ramírez Velez; ao diretor executivo da Agência de Cooperação de Medellín e Área Metropolitana, Sergio Escobar Solórzano; ao diretor do Departamento Administrativo de Gestão de Risco e Atenção a Desastres de Medellín; a apresentadora da TV Caracol; ao jovem Johan Alexis Ramírez Castro, de 15 anos, e ainda ao prefeito de Chapecó, Luciano Buligon.

“Foi em meio à tragédia do voo da Chapecoense que a solidariedade e compaixão do povo colombiano emocionaram a todos nós brasileiros. Ao condecorarmos com a Ordem de Rio Branco expressamos nossos agradecimentos à generosidade de todos que, nas circunstâncias mais difíceis, estiveram no local da queda da aeronave. Não somos mais apenas países vizinhos, somos dois países irmãos”, disse o ministro José Serra.


O Ministério das Relações Exteriores também agraciou a cidade de Medellín, com a insígnia da Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul, mais alta condecoração brasileira atribuída a estrangeiros.

Reconhecimento

O ministro Raul Jungmann recebeu os colombianos homenageados na Base Aérea de Brasília, juntamente com o embaixador da Colômbia no Brasil, Alejandro Borda, e o comandante da Força Aérea Brasileira, brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato. O primeiro a descer da aeronave foi o embaixador do Brasil na Colômbia, Júlio Bitelli, seguido do prefeito de Medellín, Federico Gutiérrez Zuluaga, que foi agraciado com a Ordem de Rio Branco.

"A solidariedade do povo colombiano ajuda a mudar a percepção das pessoas em relação ao nosso país. Isso que a gente viu agora é a Colômbia, ajuda mútua, solidariedade, pois somos irmãos Brasil e Colômbia", destacou Zuluaga.

O jovem Johan Alexis Ramírez Castro, conhecido como o "anjo" que foi um dos primeiros a ajudar no dia do acidente, chegou ao Brasil vestido com o uniforme do Atlético Nacional. "É minha primeira vez aqui. Estou muito feliz porque é a primeira vez que viajo de avião, mas para podermos andar de avião e virmos a outro país a única forma foi por meio de uma tragédia. Me dói", comentou o garoto após a aterrissagem.

No Planalto, Johan além de receber o grau de Cavaleiro da Ordem de Rio Branco, ganhou de presente do ministro Raul Jungmann uma camisa da seleção brasileira, gravada com o seu nome e o simbólico número 10.

Veja também
Exército apoia Velório da Chapecoense

O prefeito de Chapecó, Luciano Buligon, condecorado com a Ordem de Rio Branco, disse que a homenagem do governo brasileiro foi um reconhecimento à Colômbia, que teve um sentimento, acima de tudo, de fraternidade. “As medalhas aqui oferecidas pelo presidente da República é, sem dúvida nenhuma, meritória para Colômbia. E nós estamos aqui para somar os aplausos do Brasil e dizer que não há mais merecimento do que à Colômbia nesse momento”, ressaltou.

Alejandro Borda, embaixador da Colômbia no Brasil, falou da emoção em receber essa homenagem. “Essa tragédia nos tocou por igual na Colômbia. Não afetou somente a nação brasileira. Toda Colômbia se uniu frente a essa dramática tragédia que representou a perda de tantas vidas. Era o dever da Colômbia, dever do departamento da Antioquia e dever da cidade de Medellín, ajudar sem medir nenhum esforço na recuperação das vítimas e fazer todos os esforços institucionais para que os procedimentos tão dolorosos caminhassem da melhor forma possível”, comentou.

Após o encerramento das homenagens em Brasília, os colombianos retornaram à Base Aérea e seguiram de volta para a Colômbia.

Apoio

Além da entrega da Ordem do Mérito aos colombianos, o Ministério da Defesa também determinou que a Força Aérea Brasileira (FAB) realizasse o transporte dos corpos das vítimas do acidente aéreo com a delegação da Associação Chapecoense de Futebol, e ainda o traslado do radialista Rafael Hensel e do jogador Alan Ruschel.

Desde o dia da tragédia, ocorrido em 29 de novembro, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, e o comandante da FAB, brigadeiro Nivaldo Rossato, mobilizaram esforços no sentido de assegurar todo o tipo de apoio logístico para os familiares das vítimas, além da colaboração com as investigações da tragédia.

Fonte: Ministério da Defesa
Governo Brasileiro condecora colombianos que ajudaram vítimas da Chapecoense Governo Brasileiro condecora colombianos que ajudaram vítimas da Chapecoense Reviewed by AJ Mesquita on 21:54:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Facebook

Tecnologia do Blogger.