Exército reforça Segurança nas Eleições do Rio de Janeiro

Exército Brasileiro reforça Segurança nas Eleições do 2º Turno no RJ


O Exército Brasileiro, a pedido do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), reforçou diversos pontos de cidades em que ocorreu o segundo turno das Eleições 2016, dando prosseguimento ao trabalho de apoio às ações estratégicas de segurança. A missão era garantir a tranquilidade dos eleitores que iam às urnas escolher o candidato a prefeito.

Somente na área de coordenação da 1ª Divisão de Exército (1ª DE), quase cinco mil Militares ocuparam alguns bairros da cidade do Rio de Janeiro e pontos das cidades de Belfort Roxo, Nova Iguaçu, Niterói e São Gonçalo.

A definição dos pontos de atuação das Tropas foi feita pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). As Patrulhas tiveram início no sábado e eram compostas por tropas do Grupamento de Unidades Escola-9ª Brigada de Infantaria Motorizada (GUEs-9ª Bda Inf Mtz), da Brigada de Infantaria Paraquedista, da Artilharia Divisionária da 1ª DE e do Batalhão de Infantaria da Aeronáutica Especial (BInFAE).

O Centro de Operações do GUEs-9ª Bda Inf Mtz concentrou suas atividades na coordenação e monitoramento da operação de segurança e de garantia da lei e da ordem durante o segundo turno das eleições que aconteceram dia 30 de outubro, nas cidades de Nova Iguaçu e Belford Roxo e no bairro de Irajá no Rio de Janeiro. Para a operação nessas regiões, foram empregados mais de 2.200 militares, do Exército e da Aeronáutica, cerca de 133 viaturas, dentre elas a Viatura Blindada de Transporte de Pessoal, Média de Rodas, Guarani, além de motocicletas e ambulâncias. Além disso, para as ações de comando e controle, utilizou-se a viatura C2-PC Tático, do Batalhão Escola de Comunicações.

Em Nova Iguaçu, a atuação ficou por conta do 1º Batalhão de Infantaria Motorizado (Escola), do 2º Batalhão de Infantaria Motorizado (Escola) e do 31º Grupamento de Artilharia de Campanha. Já em Belford Roxo, as Unidades que atuaram foram o 57º Batalhão de Infantaria Motorizado (Escola) e o 2º Regimento de Cavalaria de Guarda. No bairro de Irajá, no município do Rio de Janeiro, quem atuou foi o BInfAe, da Aeronáutica.

Na sede da 1ª DE, militares de todas as organizações militares envolvidas ocuparam o Centro de Operação e Controle, coordenado pelo General de Divisão Mauro Sinott Lopes. Da sala, era possível controlar toda a movimentação das tropas e fazer, de forma rápida, uma intervenção em áreas que apresentassem problemas.

Dentre as ações desencadeadas, estavam previstas a ocupação de pontos de visibilidade nos principais acessos às comunidades, o reconhecimento e o patrulhamento dos locais de votação, o estabelecendo um posto de controle tático, com presença permanente, durante todo o período da operação. Os militares foram orientados a não manusear ou retirar propaganda ou material eleitoral. Também não deveriam carregar propaganda e material eleitoral apreendidos em viaturas militares.

Assim como no primeiro turno, o emprego das tropas nas ruas garantiu a campanha eleitoral na região fluminense, possibilitando que todas as atividades de divulgação, propaganda, fiscalização e medidas administrativas que antecederam as votações fossem realizadas de forma livre e organizada.

Com o fim da votação, as tropas voltaram para os quartéis, onde permaneceram até o TRE dar por encerrada a apuração do pleito. Toda essa estrutura de segurança garantiu um dia de eleições pacífico e organizado.

Fonte: Exército Brasileiro.
Exército reforça Segurança nas Eleições do Rio de Janeiro Exército reforça Segurança nas Eleições do Rio de Janeiro Reviewed by AJ Mesquita on 01:26:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Facebook

Tecnologia do Blogger.